quarta-feira, 25 de março de 2015

É DIFÍCIL ? É. MAS EU ACREDITO

  Depois de um empate amargo no Estoril, a equipa de Carlos Brito terá a sua primeira final no estádio 25 de abril sendo o Boavista o adversário. Até ao final do campeonato no estádio 25 de abril além do Boavista o Penafiel receberá o Arouca, a Académica e o Gil Vicente. São quatro jogos em que a vitória terá que acontecer a todo o custo ou a segunda liga será inevitável. São 12 pontos que podem dar a permanência e até podem não chegar dependendo dos resultados  dos outros adversários, por isso vale tudo. Se os jogos durassem apenas 45 minutos o FC Penafiel estaria em 7.º lugar com 36 pontos a lutar pela europa. As segundas partes têm arrasado os rubro negros e a "falta de pernas", desconcentração, falta de sorte ou jogar muito perto da baliza tem retirado muitos pontos aos penafidelenses. Que o guarda redes passe tempo, que joguem à rio tinto, façam qualquer coisa, mas depois de estarem à frente no marcador conservem os três pontos. 
  O Boavista dos 8 jogos que venceu, 7 deles foram ganhos na segunda parte, por isso todo o cuidado é pouco.
  Poucos acreditam que o Penafiel se manterá na 1.ª liga mas há adeptos em Penafiel que ainda acreditam e os Penaboys que se deslocaram ao Estoril evidenciaram tal facto. Nunca houve grande pressão dos adeptos, mesmo os penaboys que são os adeptos mais fervorosos, que vão a todas, sempre apoiaram os nossos jogadores. Os nossos jogadores têm que acreditar neles mesmos, eles são capazes, já provaram e agora têm que demonstrar em campo tanto no primeiro tempo como no segundo que a manutenção é possivel. Façam o melhor, ganhem pelos adeptos, ganhem pelos penaboys, ganhem pelo clube, ganhem por voçes mesmos, ACREDITEM QUE É POSSIVEL e a manutenção acontecerá... FORÇA PENAFIEL  e não se esqueçam, comam a relva se for preciso....

segunda-feira, 23 de março de 2015

RESUMO, ESTORIL 3-3 PENAFIEL

domingo, 22 de março de 2015

ÚLTIMOS MINUTOS FATAIS OUTRA VEZ

   Ontem o FC Penafiel perdeu mais dois pontos na corrida pela manutenção empatando na casa do Estoril a 3 bolas. O jogo teve três grande penalidades, e mais uma vez um golo nos últimos minutos contra o Penafiel.  O jogo começou melhor para o Penafiel que marcou aos 15 minutos através de Guedes de grande penalidade. O Estoril empatou da mesma forma depois de Quinones ter rasteirado um jogador estorilista dentro da área. Volvidos 6 minutos Guedes colocou o Penafiel outra vez em vantagem marcando um penalti à panenka. No lance da grande penalidade o guardião deveria ter sido expulso mas o árbitro da partida assim não o entendeu. Na segunda parte o Estoril foi atrás do prejuízo mas foi a equipa de Carlos Brito que marcou fazendo o 1-3 através de Quinones que aproveitou um desaire de Vagner.. Os adeptos penafidelenses nas bancadas festejaram com entusiasmo, mas sempre preocupados com os últimos minutos. Aos 67 minutos Guedes isolado podia ter matado o jogo, mas o chapéu não teve o melhor efeito e Vagner conseguiu defender. Logo a seguir o Estoril faz o 2-3 e coloca a equipa da linha outra vez em jogo. Nos últimos minutos o Penafiel foi remetido à defesa pelos estorilistas e aos 86 minutos Ruben Fernandes de cabeça fez o 3-3 final.
  Um resultado que sabe a pouco depois da equipa estar a vencer por 1-3. O lance do jogo foi a perdida de Guedes  que podia ter matado o jogo aos 67 minutos, fora esse lance Guedes foi o melhor jogador em campo, não só pelos golos de grande penalidade mas pelo que se esforçou e jogou na frente de ataque. A luta continua e nada está perdido. FORÇA PENAFIEL

O Penafiel alinhou com Haghighi, Dani, Pedro Ribeiro, Tiago Valente, Quinones (M'Bala 72), Rafa, Romeu Ribeiro, Braga (André Fontes 67'), Aldair (Ferreira 83'), Vitor Bruno e Guedes.
Suplentes não utilizados: Coelho, Tony, João Martins e Bruninho.

terça-feira, 17 de março de 2015

ADEUS RUI QUINTA, BEM VINDO CARLOS BRITO


  Com a derrota do FC Penafiel frente ao Rio Ave no 25 de abril acabou a ligação entre Rui Quinta e o Penafiel. Depois de um jogo fraco por parte dos penafidelenses a direção penafidelense achou bem terminar o contrato com Rui Quinta. Foi um jogo em que os rubro negros não fizeram um remate digno de nome à baliza vilacondense. Rui Quinta mexeu novamente na equipa e não deu frutos e o resultado foi de 0-2 para o Rio Ave. Os golos da equipa de Pedro Martins aconteceram já no final da partida numa parte do jogo em que o Penafiel estava a tentar o golo da vitória. O contra ataque do Rio Ave foi mortífero fazendo dois golos nos últimos 5 minutos.
  O Penafiel continua em último lugar a 4 pontos da linha de água.
  Carlos Brito foi o treinador escolhido para substituir Rui Quinta, treinador este que já tinha sido apontado pelos adeptos para substituir Ricardo Chéu, mas a direção penafidelense preferiu Rui Quinta. Agora com 9 jogos por disputar Carlos Brito terá uma tarefa árdua mas não impossível para manter o FC Penafiel na primeira liga.

O Penafiel alinhou neste jogo com Haghighi, Tony, Quino, Tiago Valente, Bura (Ferreira 50'), Rafa, João Martins, André Fontes, Braga (M'Bala 62'), Vitor Bruno (Bruninho 76') e Guedes.
Suplentes não utilizados: Coelho, Nelson Lenho, Aldair e Michel.

terça-feira, 10 de março de 2015

PONTOS ERAM POSSÍVEIS EM ALVALADE


  Ontem o Penafiel perdeu mais uma vez a hipótese de se juntar às equipas que lutam pela permanência. O resultado foi de 3-2 para o Sporting numa noite em que o Penafiel podia ter levado pontos de Lisboa mesmo depois de um péssimo começo da equipa penafidelense. O Sporting começou praticamente o jogo a vencer pois aos 8 minutos já vencia por 2-0. Pensava-se já numa goleada mas volvidos quatro minutos Tobias Figueiredo fora expulso por carga a Guedes à entrada da grande área. Braga que jogou a titular, na marcação do livre fez o 2-1 e o Penafiel entrou novamente no jogo. Com mais um homem em campo o Penafiel ganhou mais espaços mas nem sempre os soube aproveitar. Mas antes do intervalo numa jogada pela esquerda a bola sobrou para Vitor Bruno que tinha entrado aos 21 minutos ffazendo o golo do empate silenciando os adeptos leoninos.
  O intervalo fez mal ao Penafiel e a equipa de Marco Silva com menos um homem em campo foi superior aos penafidelenses e conseguiu marcar aos 70 minutos por Nani que se antecipou a Dani dentro da área cabeceando para o fundo das redes de Coelho.
 O Penafiel tentou ir atrás do golo mas depois o árbitro entrou no jogo e expulsou mal dois jogadores penafidelenses. Dani levou o segundo amarelo por uma suposta mão e Pedro Ribeiro também teve a mesma sorte num lance em que nem se mexeu sendo Carrilho a provocar uma falta.
 Nos descontos Bruninho teve nos pés a oportunidade de empatar o jogo mas adiantou demais a bola e não conseguiu bater Rui Patrício.
 O Penafiel pelas circunstâncias do jogo podia e deveria ter levado pontos para Penafiel mas na segunda parte não soube aproveitar a superioridade numérica sofrendo um golo que ditou mais uma derrota. Cada vez mais os rubro negros estão mais sozinhos na tabela classificativa e um empate ou derrota no próximo jogo no 25 de abril complicará muito as contas para a equipa de Rui Quinta.

O Penafiel alinhou com Coelho, Dani, Tiago Valente, Pedro Ribeiro, Nelson Lenho (Vitor Bruno 21'), Rafa, Romeu Ribeiro (João Martins 37'), André Fontes, Braga (Bruninho 78'), Quinones e Guedes.

terça-feira, 3 de março de 2015

segunda-feira, 2 de março de 2015

MAIS UMA VEZ O PÁSSARO NA MÃO...

  O FC Penafiel mais uma vez teve os três pontos na mão mas mais uma nova derrota caseira aconteceu. O Penafiel perdeu por 1-2 com o Moreirense e  continua em último lugar da tabela classificativa a 3 pontos da linha de água.
 Já não se sabe se é azar, se é azelhice, se são os árbitros... O certo é que temos tido boas oportunidades para sair dos lugares de despromoção e a equipa não tem sabido aproveitar as oportunidades.
  Ontem o Penafiel começou bem a partida, teve posse de bola, boas jogadas e o golo aconteceu aos 10 minutos de grande penalidade convertida por Guedes. Até ao final da primeira parte a equipa de Rui Quinta jogou bem e travou sempre as investidas da equipa de Miguel Leal e até teve oportunidade de ampliar o resultado.
  Na segunda parte a maldição dos primeiros minutos voltou ao 25 de abril e o lance que veio mudar o jogo aconteceu logo aos 47 minutos. Haghighi derrubou o avançado minhoto dentro da sua grande área e foi expulso. O empate aconteceu e o Penafiel tinha menos um jogador em campo. A partir desse momento praticamente só deu Moreirense. Aos 60 minutos Bura introduziu a bola dentro da baliza penafidelense fazendo auto golo e fazendo o 1-2. Na última meia hora Rui Quinta mexeu na equipa, entrou Aldair e o recém chegado Michel que nota-se perfeitamente que não está em forma faltando perder vários quilos que tem a mais. O Penafiel só de bola parada chegava à baliza de Marafona mas sempre sem grande perigo. O resultado de 1-2 manteve-se até ao final e o último lugar na tabela continuava  a ser do Penafiel.
  Será azar? Será falta de concentração? O certo é que nos inícios da segunda parte e no final da mesma o Penafiel perdeu 9 pontos. Assim torna-se difícil manter o clube na primeira liga. Mas como é óbvio nada está perdido pois há muito campeonato pela frente
. FORÇA PENAFIEL

O Penafiel alinhou com Haghighi, Dani, Tiago Valente, Bura, Nelson, Romeu Ribeiro (Michel 75'), Ferreira, André Fontes, João Martins (Coelho 48'), Quinones (Aldair 64') e Guedes.
Suplentes não utilizados: Pedro Ribeiro, Rafa, Braga e M'Bala.