quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

GUSTAVO DE VOLTA

 O médio Gustavo está de volta ao FC Penafiel e reforçará o meio campo penafidelense.
 Será mais uma opção para o meio campo ofensivo depois de jogar a primeira volta no Estoril. Gustavo não foi muito utilizado na equipa canarinha, fazendo apenas seis jogos, dois deles a titular e por isso decidiu voltar a Penafiel.
 Agora Armando Evangelista tem mais um homem para servir os homens da frente de ataque.
   Por lapso meu ontem escrevi que o único médio ofensivo que o FC Penafiel tinha era Vasco Braga. Caetano também assim o é, mas Armando Evangelista quando coloca o médio a jogar, coloca-o sempre a extremo, não se sabendo porquê, pois Rui Caetano é um excelente médio ofensivo, tendo provas dadas nos clubes antes de chegar a Penafiel como por exemplo o Aves, emblema que ajudou a subir de divisão com 24 jogos realizados. 
  Sem dúvida, o plantel está mais rico em qualidade com a vinda de Gustavo e o futebol praticado tem que melhorar imenso, pois na época passada Gustavo era o homem mais influente da equipa. Bem vindo de volta Gustavo.
 

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

PRIMEIRA VOLTA BOA OU MÁ ?

Unidos venceremos
  A primeira volta do campeonato acabou e o FC Penafiel encontra-se em 6.º lugar, será bom ou mau comparando os outros planteis e orçamentos ?
  Acho que toda a gente acha que na época passada fizemos um bom campeonato e estivemos próximos de uma subida de divisão, mas este ano tem havido algumas críticas.
   E se vos dissesse que este ano apenas temos menos um ponto que na época passada com 17 jogos, temos os mesmos golos marcados e menos um golo sofrido !?
  Pois é, é verdade. A meu entender algumas equipas é que estão muito fortes, são os casos de Paços de Ferreira que por exemplo só leva 6 golos sofridos e o Famalicão apenas conta com duas derrotas menos cinco que o FC Penafiel.
  Se formos ver os golos marcados, os rubro negros estão idênticos a estas duas equipas, a diferença está na defesa com mais golos sofridos. E obviamente não podemos comparar os orçamentos em relação a outros emblemas como Estoril, Académica, Arouca que até se encontra em último lugar e os dois emblemas já falados. Quanto a comparações com outros orçamentos o sexto lugar é um lugar razoável.

  Quanto ao futebol jogado,parece me que decaiu em relação à época passada. Mas é fácil responder a isso. Nesta época e primeira volta não tivemos Kalindi, Gustavo e José Gomes que talvez foram os melhores jogadores da época passada, eram eles que levavam o Penafiel para a frente. José Gomes já jogou mas apenas fez dois jogos a titular e ainda não está a 100%. É verdade temos Pires que é um grande ponta de lança, mas sem meio campo as bolas não chegam lá na frente. E é no meio campo e na defesa que o FC Penafiel tem sentido mais dificuldades. São muitos médios defensivos, centro campistas e apenas um médio ofensivo Vasco Braga a quem as coisas não têm saído bem. Na defesa tem havido alguns erros e muitos golos sofridos de bola parada e é aí que se tem de melhorar.

  Mas voltando à pergunta inicial, o FC Penafiel tem feito uma primeira volta razoável em relação às outras equipas, não há nenhuma equipa com um orçamento mais baixo que o FC Penafiel à sua frente na classificação... Falando das exibições, há que trabalhar mais na defesa e no meio campo, acho que na frente de ataque não há nada a dizer. Qualquer equipa quereria ter nos seus planteis Pires, Fábio Abreu e Ludovic. Os três estão a fazer uma boa época e já contabilizam 15 golos.
 Há que acreditar até ao fim, lembrando que na época passada por exemplo as equipas que subiram, Santa Clara e Nacional, no final da primeira volta estavam em 8.º e 9.º lugar e conseguiram uma subida de divisão.
 É preciso lutar pelos três pontos sempre desde o início de cada partida e esperar que as equipas da frente cedam em alguns jogos e quando isso acontecer, temos que vencer os nossos jogos. Mas para isso os nossos jogadores não podem cometer alguns erros que têm cometido, passes errados, falhanços na defesa e muitos golos sofridos...

  Há pessoas nas redes sociais, que ainda esta semana depois da derrota em Matosinhos disseram que o Penafiel prometeu uma subida de divisão e que o Penafiel não joga nada, o que é manifestamente falso. Ora quem disse isto, nem o Penafiel foram ver a Leixões, não costumam ver o Penafiel nem casa nem fora e por isso não têm voto na matéria para dizer se jogam mal ou bem. São pessoas que não gostam do clube e só gostam de destabilizar. 
  
  Esperemos por uma segunda boa volta, melhor que a primeira e é já em Arouca que temos de entrar para vencer e não esperar  sofrer um golo para depois correr. FORÇA EQUIPA
 
  
  

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

PREJUDICADOS NA ARBITRAGEM, MAS TAMBÉM PODÍAMOS TER JOGADO MAIS

  O FC Penafiel perdeu neste fim de semana com o Leixões por 2-1 e atrasou-se na luta pelos primeiros lugares.
 O Leixões entrou melhor em campo procurando o golo por várias vezes e só esporadicamente os pupilos de Armando Evangelista chegaram à baliza contrária.
  Mesmo assim uma das vezes que o FC Penafiel chegou à baliza houve um penalti claríssimo que o árbitro da partida viu mesmo à sua frente e não marcou. Tiago Ronaldo numa boa triangulação apareceu isolado e foi derrubado à entrada da pequena área. 
  No final dos 45 minutos o Leixões teve melhor mas o resultado para o intervalo foi 0-0.
  Na segunda parte o meio campo penafidelense mais uma vez não funcionou, muitos passes falhados e jogadas ofensivas quase nenhumas.
  O primeiro golo aconteceu aos 69 minutos depois de José Gomes travar em falta um jogador contrário. Na sequência do livre Pedro Henrique avançado do Leixões  saltou mais alto que todos e fez o primeiro golo da partida. José Gomes não esteve muito bem na partida, sendo muitas vezes egoísta, tendo muitas vezes colegas para passar a bola mas assim não o quis.
  Aos 77' o árbitro da partida não hesitou e marcou grande penalidade contra o Penafiel, mostrando que no jogo não houve dualidade de critérios. Pedro Henrique chamado a marcar, bisou.
  Armando Evangelista já tinha retirado Romeu Ribeiro e Ludovic para colocar em campo Areias e e Yuri, e foi do pequeno Yuri que nasceu o golo penafidelense aos 90 minutos. O brasileiro fez uma boa jogada individual até dentro da área e na confusão Fábio Abreu introduziu o esférico na baliza fazendo o golo de honra.
  A equipa não está consistente nos seus resultados e no seu jogo também. Falta agressividade no meio campo e falta um meio campo ofensivo capaz de servir os homens na frente e assim não tem sido feito.
  Mais uma vez note-se que nesta partida o FC Penafiel foi mais uma vez prejudicado pelas arbitragens assim como tinha sido em Aveiro, penaltis por assinalar e cartões amarelos por dar à equipa contrária (apenas mostrou um cartão amarelo ao Leixões aos 90 minutos), além disso o árbitro estava sempre a interromper o jogo, sendo o tempo útil de jogo muito reduzido. 
 A primeira volta acabou com o FC Penafiel em 6.º lugar faltando o jogo de hoje, o Famalicão - Estoril.
  Domingo joga-se novamente fora de portas, desta vez em Arouca.

Jogo no Estádio do Mar, em Matosinhos.
Leixões-Penafiel, 2-1.
Ao intervalo: 0-0.
Marcadores:
1-0, Pedro Henrique, 68 minutos. 
2-0, Pedro Henrique, 77 (penálti).
2-1, Fábio Abreu, 90.

Equipas:

Leixões: Tony, Jorge Silva, Matheus Costa, Bura, Stéphane, Amine, Zé Paulo (Luís Silva, 70), Lawrence, Evandro Brandão, Bernardo (Erivaldo, 64) e Pedro Henrique (Derick, 83). 
(Suplentes: Luís Ribeiro, Pedro Monteiro, Derick, Ceitil, Luís Silva, Erivaldo e Roniel).
Treinador: Jorge Casquilha.

Penafiel: Ivo, Pedro Lemos (Hélio Cruz, 83), João Paulo, Luís Pedro, José Gomes, Romeu Ribeiro (Areias, 74), Tiago Ronaldo, Vasco Braga, Ludovic (Yuri Araújo, 75), Fábio Abreu e Pires.
(Suplentes: José Costa, Hélio Cruz, Caetano, Yuri Araújo, Vini, Rafa Sousa e Areias).
Treinador: Armando Evangelista.

Árbitro: Cláudio Pereira (AF Aveiro).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Vasco Braga (18), Luís Pedro (36), Lawrence (90+3) e Hélio Cruz (90+5). Cartão vermelho direto para Maikel Moreira, adjunto do Leixões (90+2). 

Assistência: cerca de 500 espetadores.
  

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

PENAFIEL SOBE AO 5.º LUGAR


   O FC Penafiel venceu ontem no estádio 25 de abril por 2-0 e ascendeu ao 5.º lugar da tabela classificativa, com Pires a bisar fazendo os únicos dois golos da partida. Nesta partida não só Pires se destacou, houve outro jogador que carregou o FC Penafiel às costas e ele foi Ludovic. Correu, lutou, jogou e levou a equipa para a frente fazendo uma grande partida, faltando-lhe apenas um golo para coroar a exibição. Na ausência de um puro médio ofensivo foi ele que assumiu as despesas do jogo, driblando, assistindo, desmarcando. Foi um regalo vê-o jogar ontem.
Luís Pedro sempre bem na defesa
  Quanto ao jogo, a equipa de Armando Evangelista entrou bem no jogo, em cima do adversário e Fábio Abreu teve a melhor oportunidade da primeira parte para faturar, mas o remate saiu ao lado. 
  Depois dos 15 minutos iniciais o FC Penafiel desceu e muito a qualidade de jogo, chegando ao intervalo com um empate a zero bolas. 
O lance do primeiro golo
  Na segunda parte os penafidelenses voltaram à carga e aos 60 minutos aconteceu o primeiro golo com Pires a introduzira bola dentro da baliza fazendo o primeiro golo da partida. Mesmo antes Fábio Abreu já tinha ameaçado com um excelente cabeceamento.
  Aos 74 minutos Pires depois de um cruzamento da direita e fora de área, fez um golo de belíssimo efeito.  Mesmo antes de acabar a partida Fábio Abreu teve uma excelente oportunidade de golo mas rematou por cima. 
  O Ac. de Viseu pouco importunou Ivo nesta segunda parte e o resultado final fixou-se no 2-0.
  Foi um resultado justo contra uma equipa com menos qualidade que o FC Penafiel.
  No próximo sábado o Penafiel joga em Matosinhos frente a um Leixões que vendeu cara a derrota em Paços de Ferreira nesta jornada.

Jogo no Estádio Municipal de Penafiel, em Penafiel.
Ao intervalo: 0-0.
Marcadores:
1-0, Pires, 61 minutos.
2-0, Pires, 74.

Equipas:

Penafiel: Ivo, Pedro Lemos (Hélio Cruz, 89), José Paulo, Luís Pedro, José Gomes, Romeu Ribeiro, Cristian Machado (Rafa Sousa, 77), Tiago Ronaldo, Ludovic, Fábio Abreu e Pires (Areias, 90+3). 
Suplentes: José Costa, Hélio Cruz, Caetano, Yuri Araújo, Vini, Rafa Sousa e Areias.
Treinador: Armando Evangelista.

Ac. Viseu: Jonas, Tomé (Luisinho, 63), Fábio Santos, Kevin Medina, Baumer, Latir Fall, Paná (Barry, 70), Tiago Almeida, Bruno Loureiro, João Mário (Ryan, 86) e Nsor. 
Suplentes: Elísio, Pica, Alek Gasilin, Lucas, Barry, Ryan e Luisinho.
Treinador: Floris Schaap. 

Árbitro: Iancu Vasilica (AF Vila Real).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Bruno Loureiro (90+1). 

Assistência: Cerca de 400 espetadores

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

SÓ VASCO BRAGA DE FORA

  O FC Penafiel joga hoje mais uma partida para o campeonato com o Ac. de Viseu e Armando Evangelista apenas não vai poder contar com Vasco Braga. Os castigados da última jornada Ludovic, Tiago Ronaldo e João Paulo estão de volta e vêm reforçar a equipa para mais um jogo importante no 25 de abril.
  Depois de uma derrota com a Oliveirense é importante voltar às vitórias para continuar na parte de cima da tabela classificativa e não deixar fugir muito os primeiros classificados.
   Hoje é quarta feira e obviamente não irá estar muita gente no 25 de abril, felizmente é o último jogo à semana durante a tarde.
  No passado domingo estiveram cerca de 70 penafidelenses em Aveiro, mostrando que gostam do FC Penafiel, mesmo assim foram poucos adeptos para um concelho como o nosso. Em termos de comparação o Famalicão levou a Aveiro cerca de 700 adeptos... Mas pronto há penafidelenses e penafidelenses e com certeza quem estará hoje no 25 de abril estará com gosto e a apoiar a equipa. FORÇA FC PENAFIEL

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

SE A ATITUDE FOSSE SEMPRE COMO NOS 15 MINUTOS FINAIS...

E quando nos podemos chegar à frente, um jogo menos conseguido e uma derrota acontece !
Foi o que aconteceu ontem no municipal de Aveiro com o FC Penafiel a perder por 2-1 com a Oliveirense num jogo em que a equipa penafidelense só acelerou  nos minutos finais, depois de estar a perder a partir dos 74 minutos.
  A Oliveirense foi a primeira equipa a marcar através de um livre direto excelentemente bem marcado por Oliveira, mas aos 22 minutos num cabeceamento, Fábio Abreu restabeleceu o empate.
  Depois do 1-1, as equipas lutaram no meio campo e as oportunidades de golo escassearam para os dois lados, num jogo sem grande intensidade.
  Aos 74 minutos e até num momento em que o FC Penafiel estava por cima do jogo, a Oliveirense fez o 2-1 mais uma vez de bola parada, com o central Wellington a saltar mais alto que todos e cabecear para o fundo das redes de Ivo.
  Nos 15 minutos finais os jogadores mudaram a sua atitude e foram para cima do adversário e tiveram duas boas oportunidades de marcar e até houve um lance duvidoso sobre Fábio Abreu na grande área, mas o árbitro que desde início parecia inclinado para os lados da Oliveirense nada marcou.
  O resultado final de 2-1 castiga os penafidelenses por terem só procurado o golo quando estavam a perder. 
  Foi um jogo para tirar ilações, pois uma equipa que quer subir de divisão tem que dar mais intensidade em campo.
  A equipa não esteve tão bem como habitualmente e Armando Evangelista referiu-o na conferencia de imprensa. 
  Quarta feira há mais um jogo para o campeonato com o Ac. de Viseu. Esperemos que a equipa dê uma boa resposta a esta exibição menos conseguida e conquiste os três pontos. O campeonato ainda não vai a meio e muita coisa pode mudar na frente da classificação. FORÇA EQUIPA

Jogo realizado no Estádio Municipal de Aveiro.

Oliveirense - Penafiel: 2-1.
Ao intervalo: 1-1.
Marcadores: 
1-0, Oliveira, aos 15 minutos. 
1-1, Fábio Abreu, 22.
2-1, Wellington, 74.

Equipas: 
- Oliveirense: Kadu, Alemão (Diogo Sousa, 10), Sérgio Silva, Wellington, Diogo Clemente, Filipe Gonçalves, Paraíba, Oliveira (Serginho, 74), Sérgio Ribeiro, Agdon (Erick Moreno, 58) e Fati.
(Suplentes: Coelho, Diogo Sousa, Mathaus, Serginho, Boukassi, Erick Moreno e Diogo Valente.)
Treinador: Pedro Miguel. 

- Penafiel: Ivo, Pedro Lemos, Vini, Luís Pedro, Daniel Martins (José Gomes, 77), Romeu Ribeiro, Rafa Sousa (Cristian Machado, 64), Yuri Araújo, Vasco Braga, Fábio Abreu e Areias (Pires, 66).
(Suplentes:  José Costa, Luís Dias, Hélio Cruz, Pires, Caetano, José Gomes e Cristian Machado.)
Treinador: Armando Evangelista.

Árbitro: Fábio Veríssimo (AF Leiria). 
Ação disciplinar: cartão amarelo para Vini (14), Daniel Martins (30), Luís Pedro (32), Pedro Lemos (37), Vasco Braga (65), Cristian Machado (78), Paraíba (84), Filipe Gonçalves (88), Sérgio Ribeiro (90+1) e Kadu (90+2)

Assistência: Cerca de 300 espetadores
  

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

DOMINGO TODOS A AVEIRO, JOGO ÀS 17 HORAS

  Domingo joga-se a 15.ª jornada da segunda liga e o FC Penafiel desloca-se a Aveiro para defrontar a Oliveirense, equipa que perdeu os últimos três jogos caseiros curiosamente com os principais candidatos à subida neste momento, Famalicão, Paços de Ferreira e Estoril.
  A Oliveirense também vem de uma pesada derrota em Faro, onde perdeu por 5-0. O treinador Pedro Miguel colocou o lugar à disposição, mas a direção do clube não aceitou e o treinador irá continuar para já.

  No Penafiel haverá baixas de peso, Ludovic não poderá acompanhar a equipa até Aveiro, pois levou um cartão vermelho e está automaticamente fora do próximo encontro, faltando saber quantos jogos apanhou de castigo. O comunicado oficial das deliberações desta última jornada ainda não se tornou público e por isso, também não se sabe se irá jogar com o Ac. de Viseu.
  Mais outros dois jogadores estão suspensos pois levaram o quinto amarelo, são eles João Paulo e Tiago Ronaldo e por isso Armando Evangelista terá menos opções para este jogo, Vini deverá juntar-se a Luís Pedro no centro da defesa, e não deverá ser problema, pois no único jogo que foi chamado a titular cumpriu e até marcou um golo com o Vitória de Guimarães B.
  No lado do Oliveirense o defesa esquerdo Tavares apanhou um vermelho e não vai jogar frente ao Penafiel.
  O jogo será às 17:00 em Aveiro, irá estar bom tempo e não há desculpas para não ir ver o nosso Penafiel. É preciso apoio vindo das bancadas para os nossos jogadores se sentirem motivados. TODOS RUMO A AVEIRO

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

COMEÇAR BEM O ANO


  Ontem no estádio Coimbra da Mota o FC Penafiel venceu o Estoril por 0-1 e quebra um jejum desde de 1997 para jogos do campeonato no Coimbra da Mota.
  Armando Evangelista para o jogo de ontem fez duas alterações ao onze, colocando Ivo  na baliza e Rafa no miolo substituindo Tiago Ronaldo.
 O Estoril teve mais posse de bola durante o jogo mas pouco perigo levou à baliza penafidelense. A equipa duriense desta vez foi eficaz e das poucas oportunidades que teve não desperdiçou. Fábio Abreu recebeu uma bola de ressalto após um livre e descaído pela direita, rematou forte para o fundo das redes fazendo o único golo da partida aos 44 minutos.
  Na segunda parte o Estoril dominou e nos últimos 10 minutos acercou-se da baliza de Ivo, mas os jogadores penafidelenses tiveram sempre o discernimento de atuar da melhor maneira em relação ao perigo contrário. Já nos descontos Ludovic foi expulso, depois de travar um adversário numa jogada que poderia levar perigo. O jogador sacrificou-se em nome da equipa, mas valeu a pena, pois os três pontos foram conquistados. Após esse lance houve desentendimento entre os jogadores das equipas, mas sem nada de maior acontecer.
  Foi uma vitória importante frente a um dos principais candidatos à subida e no seu terreno, mostrando que os jogadores penafidelenses podem ganhar em qualquer campo e a qualquer adversário. 
  O próximo jogo é novamente fora de portas, no próximo domingo em Aveiro com o Oliveirense às 17 horas. O apoio de todos os adeptos é importante e por isso TODOS À AVEIRO.

Jogo no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril.
Estoril - Penafiel, 0-1.
Ao intervalo: 0-1.
Marcadores: 
0-1, Fábio Abreu, 44 minutos.

Equipas:
- Estoril: Thierry, João Góis (Dadashov ,63), Diakhité, João Pedro, Rafael Furlan, Aylton, Gonçalo (Matheus, 46), João Patrão, Filipe (Jonata, 74), Sandro Lima e Roberto.
(Suplentes: Igor, Gomes, Diney, Pedro Queirós, Matheus, Jonata).
Treinador: Luís Freire.

- Penafiel: Ivo, Pedro Lemos, João Paulo, Luís Pedro, Daniel Martins, Vasco Braga (Vini, 90+3), Fábio Abreu, Romeu Ribeiro, Rafa Sousa (Tiago, 78), Pires (José Gomes, 75) e Ludovic. 
(Suplentes: José Costa, Caetano, Yuri Araújo, Vini, Tiago, Areias e José Gomes).
Treinador: Armando Evangelista.

Árbitro: João Malheiro Pinto (AF Lisboa).
Ação disciplinar: cartão amarelo para Luís Pedro (30), Romeu Ribeiro (52), João Góis (57), Diakhité (64), Ivo (80), Rafael Furlan (82), Tiago (89), João Paulo (90+7), João Patrão (90+7) e Roberto (90+7). Cartão vermelho direto para Ludovic (90+5).

Assistência: cerca de 700 espectadores.
  

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

E O PIOR ACONTECEU

  No último jogo do ano o FC Penafiel não conseguiu a tão esperada vitória que colocaria os rubro negros a 7 pontos dos lugares de subida e com um jogo a menos. Mais uma vez houve muitos golos mas desta vez o adversário marcou mais golos que os penafidelenses ficando no final da partida 2-3.
  João Paulo esteve azarado neste jogo, e esteve nos dois primeiros golos dos algarvios, mas aos 37 minutos Pires voltou a colocar o Penafiel em jogo marcando de penalti, depois de Romeu Ribeiro ter sido derrubado na área farense. 
   Aos 55 minutos a equipa do sul voltou a ter dois golos de diferença fazendo o golo depois de um canto batido. Aos 61' Fábio Abreu  fez o seu primeiro golo da época relançando o jogo. Depois do 2-3 os jogadores penafidelenses tiveram algumas chances de marcar mas Pires e Fábio Abreu não tiveram a pontaria afinada. Foi um jogo para esquecer, tanto nos erros individuais defensivamente e ofensivamente. A estrelinha da sorte não esteve do nosso lado e a derrota por 2-3 talvez algo injusta aconteceu. Mesmo assim há que enaltecer a crença dos jogadores penafidelenses, que jogaram nos seus limites para levar de vencida este adversário. Correram, tentaram e deram o máximo e por isso no final da partida levaram uma salva de palmas. Uma palavra para Pires, que depois de marcar o golo vira-se para os adeptos penafidelenses levanta o braço e cerra o punho. Um jogador experiente que sabe que os adeptos são importantes, muitos deviam aprender com ele, tanto na maneira de jogar e principalmente na maneira de estar... Pires tem 6 golos para o campeonato e depois de meia dúzia de jogos sem faturar, nos últimos 5 encontros leva 5 golos. Já é o terceiro melhor marcador a par de mais quatro jogadores a apenas um golo do segundo classificado. E com Luíz Phellype fora da segunda liga que era e ainda é o melhor marcador com 9 golos. 
  Temos homem golo e quem percebe de futebol sabe que apesar dos seus 37 anos o avançado não ia deixar o FC Penafiel mal.
 Em janeiro vai-se entrar no mês negro da competição, com mais jogos do que é o habitual. Já na próxima quarta feira o adversário é o candidato à subida de divisão o Estoril. O jogo é no Coimbra da Mota e uma derrota colocará o FC Penafiel a mais de 10 pontos de Famalicão, Estoril e Paços de Ferreira. É preciso um bom resultado para a chama da subida continuar acesa. A equipa tem qualidade e tem raça, e só falta ter a estrelinha da sorte. FORÇA EQUIPA

Jogo no Estádio Municipal 25 de Abril, em Penafiel.
Penafiel-Farense, 2-3.
Ao intervalo: 1-2.
Marcadores:
0-1, Fábio Nunes, 07 minutos. 
0-2, Irobiso, 34.
1-2, Pires, 37 (penálti). 
1-3, Fábio Nunes, 55.
2-3, Fábio Abreu, 60.

Equipas:
Penafiel: José Costa, Pedro Lemos (José Gomes, 74), João Paulo, Luís Pedro, Daniel Martins, Romeu Ribeiro, (Areias, 61), Tiago Ronaldo (Cristian Machado, 46), Vasco Braga, Fábio Abreu, Ludovic e Pires. 
(Suplentes: Ivo, Márcio Machado, Vini, Rafa Sousa, Areias, José Gomes e Cristian Machado).
Treinador: Armando Evangelista.

Farense: Daniel Fernandes, Godinho, Kadri, Cássio, Jorge Ribeiro, Simões, Ryan Gauld, Borges (Delmiro, 71), Fábio Nunes (Tavinho, 61), Irobiso (Alan, 61) e Mayabela.
(Suplentes: Hugo Marques, Delmiro, Tavinho, André Vieira, Perisic, Alan e Alvarinho).
Treinador: Rui Duarte.

Árbitro: Rui Costa (AF Porto).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Kadri (30), Tiago Ronaldo e João Paulo (41), Daniel Fernandes (83), Daniel Martins (86), Fábio Abreu (87), Areias (90+2) e Mayambela (90+5). 

Assistência: Cerca de 600 espetadores.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

A LUTA CONTINUA, DEPOIS DE UMA GRANDE VITÓRIA

   No próximo domingo o FC Penafiel recebe o Farense em mais um jogo da segunda liga, mas antes é preciso falar da grande vitória que os penafidelenses obtiveram na Póvoa de Varzim. Com um resultado de 3-4 vê-se que foi um bom jogo, apesar do vento da chuva que se fez sentir no estádio.
  O FC Penafiel logo aos 3 minutos já se encontrava a perder mas depressa Pires empatou a partida aos 8 minutos. Aos 35' o Varzim colocou-se em vantagem ficando 2-1 que foi o resultado ao intervalo. Na segunda parte a equipa de Armando Evangelista entrou bem em campo e em apenas 2 minutos virou o resultado. Ludovic aos 54 minutos restabeleceu o empate num grande remate fora de área e aos 55 Pires bisou depois de uma desmarcação de Vasco Braga. Foram 20 minutos em grande que culminou com o quarto golo de João Paulo fazendo o 2-4
. O Varzim ainda reduziu mas não foi a tempo de mais.
 Foi uma grande partida por parte dos penafidelenses, que pressionaram alto, quiseram vencer e venceram por 3-4. Haja mais jogos de futebol assim e mais vitórias penafidelenses.
  Agora o adversário é o Farense, equipa algarvia que perdeu no último jogo no Estoril. Os algarvios estão desfalcados na defesa, pois os dois defesas centrais habitualmente titulares, estão castigados e por isso é preciso aproveitar esse fator. FORÇA EQUIPA

Jogo no Estádio do Varzim SC, na Póvoa de Varzim.
Varzim - Penafiel, 3-4
Ao intervalo 2-1.
Marcadores:
1-0, Jonathan, 03 minutos.
1-1, Pires, 07.
2-1, Ruster, 35.
2-2, Ludovic, 53.
2-3, Pires, 55.
2-4, João Paulo, 60.
3-4, Silvério, 63.

Equipas:

- Varzim: Emanuel, Mário Sérgio, Silvério, Sandro, Amian, Ruster (João Amorim, 58), Estrela (Stanley, 65), Pavlovski, Rui Coentrão, Jonathan (Ruan Teles, 80) e Haman.
(Suplentes: Broetto, Ruan Teles, Stanley, Amorim, Baba, Nélson Agra e Chérif)
Treinador: Fernando Valente.

- Penafiel: José Costa, Pedro Lemos, João Paulo, Pedro, Martins, Romeu, Ludovic (Vini, 90+4), Tiago, Vasco Braga (Cristian, 68), Fábio Abreu e Pires (Areias, 84).
(Suplentes: Ivo, Leandro, Caetano, Márcio, Vini, Areias e Cristian).
Treinador: Armando Evangelista.

Árbitro: José Rodrigues (AF Lisboa).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Sandro (52), Romeu (62) e Areias (86).

Assistência: Cerca de 400 espetadores.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

REVIRAVOLTA DÁ TRÊS PONTOS AO FC PENAFIEL

  O FC Penafiel voltou ontem às vitórias com um 3-2 ao Vitória de Guimarães e subiu ao sexto lugar da tabela classificativa com um jogo a menos que o Famalicão e Estoril, segundo e terceiro classificado.
 A partida com o Vitória de Guimarães B valeu pela segunda parte onde houve emoção e incerteza no resultado.
  A primeira parte foi mal jogada, sem intensidade, sem grandes oportunidades de golo mas com o FC Penafiel adiantar-se no marcador aos 41 minutos. Ludovic fez um bom cruzamento para a área e depois de alguma confusão o central Vini que pareceu em posição irregular fez o primeiro golo da partida.
A segunda parte começou com o golo vitoriano depois de uma perda de bola de Daniel Martins e numa rápida jogada Yakubu cruzou para um golo fácil de Mimito.
  Depois de uma fase de jogo menos conseguida, com o meio campo penafidelense a não pressionar, a não ter criatividade o Vitória de Guimarães B fez o 1-2 decorria o minuto 80. A esta altura já tinham entrado em campo Areias (63') e Caetano (71'). Depois do 1-2 Cristian entrou em campo também e curiosamente os três homens que entraram estiveram nos golos penafidelenses que iriam dar a reviravolta no marcador.
  Areias aos 81 minutos restabelecia o empate numa jogada de insistência com Caetano a rematar, Pires a rematar ao poste e finalmente a bola a sobrar para Areias fazer o empate. Foi um golo que veio trazer justiça ao marcador. O 3-2 final aconteceu quase de seguida numa bela jogada de Fábio Abreu, Cristian e com Daniel Martins a fazer um belo cruzamento para Pires fazer um bom golo de cabeça.     Foi a alegria total dos poucos espetadores que tiveram no 25 de abril.
 Neste jogo, mais uma vez o meio campo não esteve bem, faltando criatividade principalmente a Vasco Braga no que toca a lances ofensivos. Palavras de apreço para Vini que fez o seu primeiro jogo a titular e cumpriu, Pedro Lemos esteve muito bem na ala direita, Ludovic mais uma vez foi um dos homens mais inquietos na frente, Pires lutou muito no ataque e fez um golo e Fábio Abreu na ala também foi um dos melhores, percebendo-se o porquê de Armando Evangelista o colocar a extremo.   É um jogador possante, que ganha bolas de cabeça, que aparece na área e que leva a bola para a frente. Se jogasse ao lado de Pires ou sozinho na frente talvez não estivesse tão jogo e jogando nesta posição, não marca tantos golos, mas ajuda muito a equipa.
  A defesa está bem, falta o meio campo estar uns furos acima para a equipa render mais e marcar mais golos. 
  O FC Penafiel encontra-se agora na sexta posição, mas com muitas equipas atrás dos rubro negros com menos um e dois pontos.
  Os penafidelenses é das equipas que mais pontos amealha em casa, mas é da equipas que menos pontos consegue fora de portas. O próximo adversário é o Varzim, equipa que foi vencer a Arouca, mas que em casa nos últimos 5 jogos apenas venceu uma vez. É preciso aproveitar as debilidades da equipa poveira e arrancar uma vitória fora de portas. FORÇA EQUIPA
  

Jogo no Estádio Municipal 25 de Abril, em Penafiel.
Penafiel - Vitória de Guimarães B, 3-2.
Ao intervalo: 1-0.
Marcadores:
1-0, Vini, 41 minutos. 
1-1, Mimito, 47.
1-2, Gabriel Justino, 80.
2-2, Areias, 81.
3-2, Pires, 84.

Equipas:
Penafiel: José Costa, Pedro Lemos, João Paulo, Vini, Daniel Martins, Romeu Ribeiro (Areias, 63), Tiago Ronaldo (Cristian Machado, 82), Vasco Braga, Ludovic (Caetano, 71), Fábio Abreu e Pires.
(Suplentes: Ivo, Paulo Bessa, Caetano, Márcio Machado, Rafa Sousa, Areias e Cristian Machado).

Treinador: Armando Evangelista.
Vitória de Guimarães B: Dani Figueira, Ouattara, Phete, Edmond Tapsoba, David Sualehe (Jefferson Encada, 65), Al Musrati, João Correia, Rosier, Hélder (Gabriel Justino, 77), Mimito e Aziz (Bence Biró, 84).
(Suplentes: Tiago Martins, Castro, Romani, André, Bence Biró, Gabriel Justino e Jefferson Encada).
Treinador: Alexandre Costa.

Árbitro: Pedro Ramalho (AF Évora).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para David Sualehe (55), João Correia (77) e Cristian Machado (90+2).

Assistência: Cerca de 400 espectadores.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

OS LUGARES DE SUBIDA FICARAM MAIS LONGE

Lance do segundo golo
  Ontem o FC Penafiel perdeu em Paços de Ferreira por 2-0 num jogo em que os golos só aconteceram na segunda parte e com esta derrota os lugares de subida já se encontram a 9 pontos e o primeiro lugar a 10 pontos, mas notando que temos um jogo a menos que todas as equipas que lutam pela subida de divisão.
  Em relação ao jogo de ontem o FC Penafiel conseguiu equilibrar os acontecimentos no primeiro tempo apesar de não haver muitas oportunidades de golo para ambas as equipas.
  No segundo tempo o FC Penafiel entrou melhor e até mandou uma bola à barra através de uma bola parada, mas foi o melhor que conseguiu.
  Aos 57 minutos aconteceu o primeiro golo do jogo, Wagner descaído na esquerda com Pedro Lemos pela frente rematou para o fundo das redes, num lance em que José Costa é mal batido. Volvidos 6 minutos o Paços de Ferreira volta a marcar. O avançado Luiz Phellype cabeceou para a baliza penafidelense com Daniel Martins e Luís Pedro a estarem a meio metro do avançado, mas a nem sequer tentarem estorvar o cabeceamento, ficando estáticos.
  Armando Evangelista já tinha colocado Cristian em campo retirando Caetano, mas depois demorou muito tempo para tentar mudar o rumo dos acontecimentos e apenas aos 76 minutos colocou Areias em campo e Márcio entrou a um minuto do fim...
  O FC Penafiel perdeu, não jogou mal, mas os erros defensivos pagam-se caros e foi o que aconteceu em Paços de Ferreira.
  É preciso mudar algo, principalmente no meio campo, pois as bolas não chegam aos avançados. O FC Penafiel tem o 4.º pior ataque do campeonato apenas com 9 golos e assim é difícil chegar aos lugares da frente não marcando golos.
  O próximo jogo é com o Vitória de Guimarães B, equipa que tem feito bons resultados fora de casa, contando com duas vitórias e um empate e apenas uma derrota.
 Agora à que levantar a cabeça, o campeonato é longo e os pontos perdidos são perfeitamente recuperáveis, mas é preciso mudar algo, pois as coisas não estão a correr como na época passada. FORÇA EQUIPA

Jogo disputado no Estádio Capital do Móvel, em Paços de Ferreira.
Paços de Ferreira-Penafiel, 2-0. 
Ao intervalo: 0-0.
Marcadores:
1-0, Wagner, 57 minutos.
2-0, Luiz Phellype, 63.

Equipas:
- Paços de Ferreira: Ricardo Ribeiro, Bruno Santos, Marco Baixinho, Junior Pius, Bruno Teles, Diaby, Luiz Carlos, Pedrinho (Vasco Rocha, 88), Wagner (Fatai, 83), Luiz Phellype (Douglas Tanque, 85) e Uilton.
(Suplentes: Carlos Henriques, Marcos Valente, Vasco Rocha, Christian, Fatai, Ayongo e Douglas Tanque).
Treinador: Vítor Oliveira.

- Penafiel: José Costa, Pedro Lemos, João Paulo, Luís Pedro, Daniel Martins, Romeu Ribeiro, Tiago Ronaldo (Areias, 76), Ludovic, Vasco Braga (Márcio, 89), Caetano (Cristian, 62) e Pires.
(Suplentes: Ivo Gonçalves, Leandro, Vini, Rafa Sousa, Cristian, Márcio e Areias).
Treinador: Armando Evangelista.

Árbitro: Luís Godinho (AF Évora) .
Ação disciplinar: Cartão amarelo para João Paulo (56), Diaby (73), Ludovic (74), Romeu Ribeiro (79), Luís Pedro (81) e Ricardo Ribeiro (90+1).

Assistência: cerca de 2000 espetadores.


segunda-feira, 26 de novembro de 2018

ADEUS TAÇA

  Depois de uma boa vitória frente ao Benfica para o campeonato, o FC Penafiel jogou ontem para a taça de portugal e perdeu no 25 de abril por 1-4 com o Vitória de Setúbal.
  Desde cedo o Vitória de Setúbal colocou-se em vantagem, depois de um grande golo que aconteceu logo aos 6 minutos de jogo.
  Durante o resto da primeira parte a equipa de Armando Evangelista não conseguiu superiorizar-se aos Vitorianos mesmo correndo atrás do resultado, não criando oportunidades de golo. Na segunda parte os rubro negros entraram bem, pressionaram mais e tiveram alguns remates à baliza mas resultantes de bolas paradas. No melhor momento penafidelense do jogo o Vitória de Setúbal fez o 2-0 e deitou tudo a perder, pois com dois golos de diferença contra uma equipa bem organizada, com bons jogadores a tarefa parecia impossível.
  Mais impossível ficou quando aos 64 e 70 minutos aconteceu o terceiro e quarto golo Sadino. A equipa ficou devastada e nunca mais se encontrou em campo. O melhor que conseguiu foi o golo de honra conseguido pelo avançado Pires depois de um mau passe de um defensor setubalense, Pires acreditou, pegou na bola e fez um bonito chapéu a Cristiano. Pouco mais se viu numa segunda parte com muita chuva e frio e no final houve a festa Sadina com toda a comitiva do Vitória de Setúbal a festejar com os seus adeptos. Na parte penafidelense os adeptos tentaram dar ânimo para o próximo jogo, mas os jogadores nem isso o quiseram, pois deviam estar fartos de apanhar chuva, meia dúzia de palmas no meio do relvado, recolhendo-se logo ao balneário. 
  Se não há reciprocidade de reconhecimento da parte dos jogadores aos seus adeptos, é normal que se as coisas no futuro não corram bem, em vez do ânimo que os adeptos dão mesmo nas derrotas, este mesmo ânimo se transforme em assobios... Em tudo na vida é preciso dar para receber, mas os jogadores penafidelenses parecem querer receber sem nada dar, e assim as coisas não funcionam !!!

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

FALTOU A EFICÁCIA

  Neste fim de semana o FC Penafiel perdeu a hipótese de se aproximar dos lugares de subida perdendo em Mafra por 1-0.
  O Mafra começou melhor a partida aproximando-se várias vezes da baliza de José Costa, mas a principal oportunidade aconteceu aos 30 minutos através de uma grande penalidade, depois de uma mão e expulsão de um jogador do Mafra. Pires na conversão do penalti atirou junto ao poste mas João Godinho adivinhou o lado e fez uma boa defesa.
  O FC Penafiel a jogar com mais um homem em campo teve mais posse de bola, mas até ao intervalo não teve grandes oportunidades de golo, já com quase todos os jogadores do Mafra sempre atrás da linha da bola.
  Na segunda parte Armando Evangelista coloca aos 57 minutos Yuri e Areias em campo e fazendo sair o trinco Romeu Ribeiro e Ludovic. A equipa teve melhor ofensivamente e criou várias situações de golo, mas Fábio Abreu, Areias e Yuri nunca conseguiram nos seus remates encontrar o caminho da baliza, ora a bola era intercetada por um jogador de Mafra ou o remate era mal direcionado.
  Aos 76 minutos Caetano entra para o lugar de Pires e o extremo teve nos pés a melhor oportunidade de golo, mas o remate saiu bastante por cima da baliza de João Godinho.  
  Mesmo aos 93 minutos e no último lance do jogo quando o Penafiel estava a tentar o golo, uma bola foi lançada para a frente onde Flávio apareceu isolado apenas com José Costa pela frente e fez o 1-0 final.
  O lance foi bastante protestado por toda a equipa penafidelense, principalmente pelos elementos no banco rubro negro que estava no enfiamento do fora de jogo, afirmando que o avançado de Mafra estava em situação irregular.
  Foi um final infeliz para uma equipa que deu tudo, mas as coisas correram mal. Houveram suficientes oportunidades de golo para o FC Penafiel sair de Mafra com uma vitória e se as oportunidades criadas se concretizassem a equipa rubro negra podia ter saído com uma vitória por dois ou três zero. Para quem não viu o jogo, e só vê o resultado e o Penafiel a jogar com mais um, pensa que foi o descalabro. Mas assim não foi.
  Obviamente houveram momentos menos bons, mas atenção que o Mafra tem uma excelente equipa. O que faltou mesmo neste jogo foi a eficácia e nota-se que no meio campo falta um jogador que paute o jogo, que faça desmarcações, um jogador com qualidade de passe. Gustavo era o homem que fazia isso na época passada e este ano não há substituto à altura. 
  O próximo jogo é com o Benfica B e se queremos algo mais que um campeonato tranquilo é preciso vencer. FORÇA EQUIPA

Jogo no Parque Desportivo e Municipal de Mafra, em Mafra.
Mafra - Penafiel, 1-0.
Ao intervalo: 0-0.
Marcador: 
1-0, Flávio, 90+3 minutos.

Equipas:

- Mafra: João Godinho, Rúben Freitas, Juary, Gui Ferreira, Gui, Pedro Ferreira, Rui Pereira (Ministro, 86), Cuca, Bruno, Zé Tiago (Ruca, 71) e Harramiz (Flávio, 78).
(Suplentes: Janota, Ministro, Flávio, Alisson, Miguel Lourenço, Vinicius Tanque e Ruca).
Treinador: Filipe Martins.

- Penafiel: José Costa, Luís Dias, Daniel Martins, Luís Pedro, João Paulo, Tiago Ronaldo, Romeu Ribeiro (Areias, 57), Vasco Braga, Ludovic (Yuri Araújo, 57), Fábio Abreu e Pires (Caetano, 77). 
(Suplentes: Ivo Gonçalves, Caetano, Yuri Araújo, Vini, Areias, Kalika e Cristian).
Treinador: Armando Evangelista.

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Zé Tiago (40), Gui (45), Ludovic (53) e Vasco Braga (85). Cartão vermelho direto para Pedro Ferreira (29).

Assistência: Cerca de 400 espetadores.
  

terça-feira, 30 de outubro de 2018

LUDOVIC RESOLVE

  Num jogo difícil e complicado o FC Penafiel bateu os estudantes da Académica por duas bolas a uma numa noite chuvosa e fria.
  O primeiro golo do encontro aconteceu logo aos 11 minutos através de um auto-golo de Yuri Matias depois de um cruzamento de Daniel Martins. Depois do golo a Académica esteve melhor em campo, trocando bem a bola no meio campo e criando algumas jogadas de perigo. Mesmo antes do intervalo num canto a Académica fez o golo do empate, numa altura que ninguém esperava o golo contrário, mas assim aconteceu e o resultado ao intervalo era o empate.
  Na segunda parte a equipa de Armando Evangelista esteve melhor em campo principalmente depois da substituição que o técnico penafidelense fez, retirando Cristian que não esteve mal em campo e colocando um homem mais ofensivo Areias. O Penafiel chegou mais vezes à baliza de Peçanha e aos 65 minutos Ludovic de primeira fez um bonito golo fazendo o 2-1. A partir daí quase só deu Penafiel e apenas houve uma situação de algum perigo para a baliza de José Costa. A equipa rubro negra teve algumas chances de dilatar a vantagem já com Caetano e Yuri em campo mas o resultado final ficou-se pelos 2-1 para o FC Penafiel.
  Foi um bom jogo com garra como se pediu, o treinador esteve muito bem nas substituições que foram feitas na altura certa acabando com a conquista dos três pontos. 
   Com a vitória já não estamos tão longe dos primeiros lugares, estando a luta em aberto mesmo que ainda estejamos no início do campeonato. O que interessa é que a equipa tem vindo a subir de rendimento, tem consistência na defesa com apenas um golo sofrido nos últimos cinco jogos.
  O próximo adversário é o Mafra, equipa que está a fazer um belíssimo campeonato estando com mais um ponto que os penafidelenses. O jogo está marcado para sábado às 15 horas.

Jogo no Estádio Municipal 25 de Abril, em Penafiel.
Penafiel - Académica, 2-1.
Ao intervalo: 1-1.
Marcadores:
1-0, Yuri Matias, 11 minutos (própria baliza). 
1-1, Brendon, 45.
2-1, Ludovic, 65.

Equipas:
- Penafiel: José Costa, Luís Dias, João Paulo, Luís Pedro, Daniel Martins, Tiago Ronaldo, Vasco Braga, Fábio Abreu (Yuri Araújo, 88), Cristian Machado (Areias, 58), Ludovic e Pires (Caetano, 76). 
(Suplentes: Ivo, Caetano, Yuri Araújo, Fernandinho, Vini, Areias e Kalika).
Treinador: Armando Evangelista

- Académica: Peçanha, Mike, Yuri Matias, Brendon, Joel, Guima (Rúben Saldanha, 83), Dias (Marinho, 69), Jean Filipe, Traquina (Júnior Sena, 74), Romário Baldé e Djoussé. 
(Suplentes: Ricardo Moura, Marinho, Zé Paulo, Júnior Sena, Rúben Saldanha, João Real e Reko).
Treinador: João Alves.

Árbitro: Rui Costa (AF Porto).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Fábio Abreu (32), Cristian Machado (50), Vasco Braga (53), Brendon (61) e Joel (75). 

Assistência: cerca de 800 espectadores.