terça-feira, 14 de janeiro de 2020

O HOMEM EM DESTAQUE DESTA SEMANA

  Ronaldo Tavares vindo do Cova da Piedade onde fez para o campeonato na época passada 21 jogos e dois golos para o campeonato, nesta semana com a camisola penafidelense já ultrapassou os tentos da época transacta e já conta com 4 golos esta época sendo que um deles com o Mortágua em jogo da taça.

  Frente ao Farense fez um jogão, assistiu, marcou e correu muito, sendo que o avançado de apenas 22 anos tem sido o preferido de Miguel Leal para jogar a titular. Ronaldo não tem defraudado as expectativas e tem ajudado imenso a equipa. Foi bonito de se ver o festejo dele no segundo golo, não sendo ele a marcar mas festejando com grande entusiasmo o golo de Gleison, mostrando que é um jogador de equipa. 

Nas bancadas falava-se que faltava um golo a Ronaldo a premiar a exibição e aos 81 minutos aconteceu. Os adeptos nas bancadas do 25 de abril ficaram duplamente contentes, contentes com um 3-0 e contentes com o golo de Ronaldo fazendo justiça a uma boa exibição. Esperemos que seja para continuar. FORÇA RONALDO, FORÇA EQUIPA

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

DEFESA DE BETÃO

  Ontem falamos nos nossos atacantes, mas hoje falaremos nos jogadores mais defensivos do nosso clube.
  A defesa penafidelense é a segunda menos batida do campeonato, com a do Nacional em primeiro lugar com apenas 9 golos sofridos.

  Miguel Leal tem tido quatro jogadores mais utilizados na defesa e são eles Paulo Henrique, João Paulo, Felipe Macedo e Pedro Coronas. Inácio, Pedro Lemos  e Vini (jogaram ontem) também têm muitos minutos no campeonato e claro, contribuem para este sucesso defensivo. Na baliza tem estado um intransponivel Luís Ribeiro, que chegou a Penafiel como o terceiro guarda redes do Leixões na época passada e nesta época é o titular dos rubro negros e já mostrou o porquê de ser titular. Sempre muito seguro e fazendo às vezes defesas impossiveis.
  Leandro e Jeferson têm menos minutos, mas quando jogaram cumpriram sempre.

  Para o FC Penafiel este ano chegaram para a defesa cinco jogadores novos, Paulo Henrique, Felipe Macedo e Coronas para já são titulares e mostram entrega e qualidade ao jogo, São bastante profissionais e suam a camisola. Os outros dois Inácio e Jeferson têm menos minutos, mas também mostram que podem entrar na equipa a qualquer momento, principalmente Inácio, que por exemplo até tem dois golos marcados.

  Temos uma defesa sólida, mas isso não quer dizer que são perfeitos. Irá haver jogos que vão errar, mas quando isso acontecer, os adeptos têm que os apoiar. 
  Para já somos a segunda defesa menos batida do campeonato, é preciso continuar a trabalhar para ser a primeira. Já elogiamos todos os jogadores, agora também é preciso elogiar o treinador, pois quando as coisas correram mal, ele foi o culpado para os adeptos. Mas depois destas três vitórias, ele obviamente também tem grande mérito, pode ter os seus defeitos como treinador, como todos os têm, mas uma coisa tem que se reconhecer, ele sabe montar uma equipa organizada para não sofrer muitos golos. Se a equipa não marca é outra coisa, mas organização defensiva este treinador tem e por isso é difícil marcar golos ao Penafiel. 

 Parabéns a todos por estes três jogos, três vitórias. mas como o treinador disse no final deste encontro, não se pode relaxar e no próximo encontro dar tudo por tudo para conquistar três pontos. FORÇA EQUIPA
  

domingo, 12 de janeiro de 2020

TRÊS ATACANTES, TRÊS GOLOS


  Gleison, Ruster e Ronaldo foram os atacantes escolhidos por Miguel Leal para esta partida e cada um deles marcou um golo. Todos os tentos acontecer na segunda parte fizeram o resultado de 3-0.

  Um bom jogo de futebol aconteceu no estádio 25 de abril entre duas boas equipas, sendo o Farense o primeiro classificado da segunda liga.

  Na primeira parte a primeira equipa a criar perigo foi a equipa algarvia, num remate potente, mas que Luís Ribeiro resolveu o assunto defendendo a bola para a frente. Depois desse lance, as equipas tentaram sempre chegar à baliza contrária, com muita entrega, mas sem remates de grande perigo.
  Na segunda parte o FC Penafiel entrou bem na partida, mas até foi o Farense a ter uma boa ocasião de golo, mas Felipe Macedo tirou a bola quase de cima da linha de golo.

  Aos 58 minutos aconteceu o primeiro golo da partida, com Ronaldo forte na área a ganhar um lance a um defensor algarvio e depois a fazer um remate, que foi ter direitinho aos pés de Ruster que encostou a bola para dentro da baliza.

  O segundo golo aconteceu depois de uma assistência de Ronaldo Tavares, isolando Gleison que não teve dificuldade em fazer o segundo golo para os rubro negros.
  Aos 81 minutos o prémio merecido para o melhor jogador em campo, Ronaldo é servido por Rafa, que fez um pique até dentro da área e fazendo um golo de belo efeito, colocando a bola no poste mais distante.

 Com o terceiro golo o jogo estava fechado e os três pontos ficavam em Penafiel, sendo uma grande vitória frente ao primeiro classificado. Toda a equipa  está de parabéns, os atacantes marcaram golos, a defesa não sofreu e no meio campo Rafa, Romeu Ribeiro e Alan são sem dúvidas as formiguinhas trabalhadoras da equipa, travaram os ataques dos algarvios e ainda lançaram os nossos atacantes como por exemplo fez Rafa no terceiro golo.


  Três jogos, três vitórias contra três candidatos à subida de divisão. Agora não se pode baixar os braços e continuar com a mesma intensidade frente a adversários menos cotados, como por exemplo o Vilafranquense que é o adversário da próxima jornada.
 É preciso apoio aos nossos jogadores e haverá autocarro disponível para os adeptos penafidelenses se deslocar a Rio Maior. TODOS A RIO MAIOR

Jogo disputado no Estádio 25 de Abril, em Penafiel.
Penafiel - Farense, 3-0.
Ao intervalo: 0-0.
Marcador:
1-0, Ruster, 58 minutos.
2-0, Gleison, 74.
3-0, Ronaldo Tavares, 82.

Equipas:

Penafiel: Luís Ribeiro, Pedro Lemos (Vini, 77), Felipe Macedo, João Paulo, Paulo Henrique, Rafa Sousa, Romeu Ribeiro (Inácio, 69), Gleison, Alan Schons, Ruster (Jeferson, 85) e Ronaldo Tavares.
(Suplentes: Leo, Jeferson, Vini, Inácio, Márcio, Ludovic e Pires).
Treinador: Miguel Leal.

Farense: Hugo Marques, Miguel Bandarra, Luís Rocha, Rafael Vieira, David Sualehe (Patrick, 71), Arnold (Fábio Nunes, 61), Filipe Melo, Ryan Gauld, Alvarinho (Hugo Seco, 65), Fabrício Simões e Irobiso.
(Suplentes: Daniel Fernandes, Pedro Kadri, André Vieira, Bura, Patrick, Hugo Seco e Fábio Nunes).
Treinador: Sérgio Vieira.

Árbitro: Vítor Ferreira (AF Braga).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Felipe Macedo (24), Paulo Henrique (61) e Fábio Nunes (79). O treinador do Farense, Sérgio Vieira, foi expulso aos 90+2 minutos.

Assistência: 479 espectadores.

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

TRÊS JOGOS SEGUIDOS AO DOMINGO

  Os próximos três jogos do Fc Penafiel serão ao domingo, facto raro ou até inédito nestas últimas temporadas. O próximo será com o Farense e depois segue-se dois jogos fora do 25 de abril, com o Vilafranquense em Rio Maior, jogo este que será o último da primeira volta. 
  Depois virá a partida com o Ac. de Viseu no Fontelo a 26 de janeiro. Para estes jogos fora de casa provavelmente haverá autocarro para os adeptos penafidelenses apoiarem a sua equipa. Marquem já na vossa agenda.

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

GOLEADA AO FARENSE

Clica na imagem
  Em jeito de antecipação do Penafiel - Farense, aqui fica a crónica de um jogo entre as duas equipas em que os penafidelenses bateram a equipa algarvia por 4-1, sendo o resultado mais volumoso no 25 de abril entre os dois emblemas. A partida aconteceu na época 90-91 e o treinador do FC Penafiel como se vê na imagem era Vitor Manuel e o do Farense era Paco Fortes.

  Os golos da vitória penafidelense foram marcados por Roldão, Nogueira, Moreira de Sá e Reinaldo.


 Cerca de 4000 adeptos estiveram no 25 de abril nesse jogo, um número muito superior aos de hoje em dia,pois nesse tempo havia mais bairrismo pela cidade de onde se nascera.

Esperemos que o resultado de 4-1 se possa verificar novamente no próximo domingo e claro a favor do FC Penafiel.

terça-feira, 7 de janeiro de 2020

LEMBRAM-SE DELES? HOJE ESTÃO DE PARABÉNS

 Três jogadores que já vestiram a camisola penafidelense hoje estão de parabéns, pois é o seu aniversário
  Agora já são trintões e são eles Vitor com 36 anos, Penela com 32 e Zequinha 33 e todos eles ainda jogam à bola.

  Vitor grande craque que saiu das escolas do FC Penafiel e fez a sua estreia como profissional no nosso clube joga hoje no Feirense e ainda à pouco jogou no 25 de abril frente ao rubro negros. 
 Depois de fazer a estreia pelo FC Penafiel, teve em clubes modestos como o Lousada, Paredes e União da Madeira, todos eles militavam na segunda B. 
  Na época 2008-2009 voltou a Penafiel para ajudar o clube a sair de uma divisão que não era a dele. permaneceu três naos em Penafiel, e as boas exibições e golos deram nas vistas e foi contratado para a primeira liga para o Paços de Ferreira. Mais uma vez deu nas vistas e o Sporting contratou-o. Pouco utilizado, no ano seguinte saiu de Portugal e foi para o Reus de Espanha onde completou 4 épocas e obteve uma subida de divisão ao segundo escalão do futebol espanhol. Na época passada esteve no Deportivo da Corunha e este ano representa o Feirense.
 Sem dúvidas foi um dos mais talentosos a sair da nossa formação, onde fez uma bela carreira e continua a fazer.


Penela natural de Penafiel também fez a formação na escola penafidelense e tornou-se profissional em 2007 em Penafiel e esteve ligado ao clube até 2013. Foi sempre um central de retaguarda para os treinadores e até jogou alguns jogos a trinco. Em seis temporadas em Penafiel realizou apenas 14 jogos e pelo meio foi emprestado ao Lousada meia temporada. Deixou o futebol em 2013 para abraçar oura profissão, uma profissão de causas nobres.
  O bichinho pelo futebol continuou e em 2015 voltou ao activo com o emblema do Alpendurada, clube que ainda hoje representa e luta nesta época para subir ao campeonato de Portugal.

Por último Zequinha, uma promessa do futebol português representou o FC Penafiel por uma época (2007-2008), e por sinal a época mais negra do futebol em Penafiel. Época esta em que o Penafiel baixou para a II-B. Representa hoje o Vitória de Setúbal terra de onde é natural. Passou por clubes como o Tourizense, Gondomar, Gil Vicente, Olhanense, Fátima, Arouca, Nacional, e também teve no estrangeiro no Larissa e Panthrakikos da Grécia e ainda no At. Kolkata da Índia. Uma longa carreira que começou no mundial de sub-20 onde alinhou com Guedes nesta seleção e ficou conhecido por roubar um cartão a um árbitro.

São três jogadores que vestiram a camisola penafidelense, um ou outro com mais protagonismo, mas cada um com as suas histórias para contar no nosso clube. Parabéns aos três pelo seu aniversário.


segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

A SUBIR NA TABELA CLASSIFICATIVA

Clica na imagem
  O FC Penafiel, encontra-se agora na 10.º posição com os mesmos pontos do Ac. de Viseu que empatou com o Nacional a zero bolas.

  Na frente do campeonato ainda se encontra o Farense apesar da derrota caseira com o Benfica B, equipa esta que nunca tinha vencido fora de portas. Este campeonato é mesmo imprevisivel e qualquer resultado pode acontecer entre qualquer emblema. O Leixões por exemplo, é um candidato à subida de divisão assumido, já esteve à frente dos rubro negros 8 pontos e na próxima jornada pode ficar atrás do FC Penafiel na tabela classificativa. 

 É preciso acreditar sempre e não ir abaixo com alguns maus resultados. E vendo bem os resultados no 25 de abril, o FC Penafiel não perde desde agosto com o Viseu, jogo a contar para a primeira jornada. É verdade que temos alguns empates caseiros, mas a equipa tem mostrado uma solidez defensiva acima da média, tanto que é a terceira defesa menos batida do campeonato, com apenas mais um golo sofrido que o Farense.

  As pessoas falam, escrevem e criticam, mas são incapazes de dar os parabéns quando a equipa ganha. Na derrota com a Oliveirense na página do facebook do Penafiel houveram 30 comentários  a dizer mal seja dos jogadores, seja do treinador. Na notícia da vitória em Leixões apenas houve um único comentário, isto depois de termos ganho a dois candidatos à subida de divisão...

  É triste... Assim se vê que as pessoas não ficam contentes com as vitórias rubro negras, apenas estão à espera que o FC penafiel perca para criticar.
  Óbvio que é preciso criticar quando as coisas correm mal, e aqui no blog também critiquei. Mas também é preciso dizer coisas boas quando se vence...
  É pena que haja assim alguns penafidelenses, mas vá lá que os jogadores estão imunes a isto, pois já sabem quem os apoia a sério. 

 Não estamos longe de um terceiro lugar, há nove equipas separadas apenas por seis pontos e domingo recebemos o primeiro classificado num jogo difícil. Mas é preciso vencer, é possivel vencer, mas é preciso apoio vindo das bancadas. DOMINGO É PRECISO IR AO ESTÁDIO e não ficar em casa à espera que o clube perca para depois criticar...

  

domingo, 5 de janeiro de 2020

CONDIÇÕES VERGONHOSAS PARA ADEPTOS VISITANTES

  Como consta nas imagens, foi assim que o Leixões recebeu os adeptos do Penafiel no estádio do mar. É uma vergonha que isto aconteça em estádios de competições profissionais, sendo que em muitos bons estádios do campeonato de portugal e distritais isto já não acontece.

  No estádio do mar isto já acontece à anos. Os adeptos visitantes, são obrigados a ficar de pé, pois as cadeiras são muito antigas e desgastadas com o tempo,
ninguém se pode sentar pois pintam a roupa e para além disso em alguns sectores da bancada parece uma selva. Silvas e vegetação rasteira saem por entre as cadeiras, para além da vegetação, lâmpadas partidas nas cadeiras e uma sujidade total. Os agentes de autoridade tiveram que escolher bem o sector da bancada onde iríamos estar, para ficarmos bem instalados o máximo possível e que mesmo assim não aconteceu. Para além disso não havia um bar tendo que no intervalo os agentes da autoridade acompanharem alguns adeptos fora do estádio para beberem e comerem algo.

  No estádio do mar isto já se arrasta à anos e não há ninguém que ponha cobro a esta situação, nem a direção do Leixões nem a própria liga de portugal, que está mais preocupada que os adeptos entrem com uma bandeira do seu clube num estádio do que sentar os adeptos ao lado de silvas...
  Estamos em 2020 e isto ainda acontece em Portugal. UMA VERGONHA

sábado, 4 de janeiro de 2020

SEGUNDA VITÓRIA CONSECUTIVA

  Depois da vitória frente ao Estoril no 25 de abril o FC Penafiel mostrou que essa vitória não foi um oásis de bons resultados e venceu hoje no estádio do mar o Leixões por 0-1, com o golo a ser apontado por Marcel aos 47 minutos.
  Foi um jogo extremamente difícil para os penafidelenses, numa partida em que os rubro negros tiveram pouca posse de bola, mas que conseguiu sofrer para levar os três pontos para Penafiel.
  A primeira parte foi mais equilibrada, havendo chances de golo para ambas as equipas. Gleison teve nos pés uma boa oportunidade para marcar, mas o remate à entrada da área saiu a rasar o poste direito do guardião Stefanovic.
  O Leixões também teve uma boa oportunidade através de Bura, mas o remate não teve a melhor direção.
  Ainda na primeira parte Miguel Leal fez uma substituição retirando Márcio que estava a jogar a extremo e colocando em campo Marcel que foi jogar a médio ofensivo. Ruster que estava a fazer esse lugar foi para extremo.
  Na segunda parte e no primeiro ataque penafidelense os rubro negros marcaram, numa boa troca de bola que começou no meio campo penafidelense, Gleison passou a bola para Coronas, tendo este feito um grande cruzamento para Marcel fazer o único golo da partida. A partir do golo, o Leixões foi atrás do prejuízo importunando Luís Ribeiro por algumas vezes. No entanto o Leixões não conseguiu marcar, os jogadores penafidelenses tiveram um espírito de entre ajuda muito grande e negaram sempre o golo, fixando o resultado em 0-1.
  Todos os jogadores estão de parabéns e esperemos que esta raça continue para futuros jogos.
  Foi a segunda vitória consecutiva dos penafidelenses colocando-os para já na primeira parte da tabela classificativa e muito perto das equipas que perseguem Farense e Nacional.
  No próximo jogo enfrentaremos o primeiro classificado o Farense no 25 de abril, domingo pelas 11:15.

Jogo no Estádio do Mar, em Matosinhos.
Leixões - Penafiel, 0-1.
Ao intervalo: 0-0.
Marcador:
0-1, Marcel, 47 minutos.

Equipas:
Leixões: Stefanovic, Rui Silva (Pedrinho, 74), Pedro Monteiro, Bura, Derick, Franco (Pana, 83), Luís Silva, Braga (João Graça, 70), Vítor Bruno, Harramiz e André Claro.
(Suplentes: Fábio Matos, Pana, Pedro Pinto, Pedrinho, João Graça, João Pedro e Aldo).
Treinador: Carlos Pinto.

Penafiel: Luís Ribeiro, Coronas, Felipe Macedo, João Paulo, Paulo Henrique, Rafa Sousa, Romeu Ribeiro, Ruster Santos, Gleison, Márcio Machado (Marcel, 37, Alfredo, 60) e Ronaldo (Jeferson, 86).
(Suplentes: Filipe, Vini, Pires, Marcel, Pedro Lemos, Alfredo e Jeferson).
Treinador: Miguel Leal.

Árbitro: Hugo Miguel (AF Lisboa).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Paulo Henrique (25), Ronaldo (36) e Derick (76).

Assistência: cerca de 600 espetadores.
  

sexta-feira, 3 de janeiro de 2020

APROVEITAR O MAU MOMENTO DO LEIXÕES

  Todas as equipas têm as suas fases e o Leixões está atravessar o seu mau momento. A equipa do estádio do mar encontra-se em 3.º lugar da tabela classificativa com 23 pontos, sendo que o FC Penafiel conta com 17. Por isso uma possível vitória colocaria a equipa rubro negra a apenas 3 pontos dos leixonenses, 
  O Leixões apesar de se encontrar em 3.º lugar já não vence praticamente à dois meses e a última vitória foi sobre a Oliveirense sendo que o golo  que valeu os 3 pontos apenas aconteceu nos descontos. Aliás a equipa de matosinhos arrecadou muitos pontos nos últimos 5 minutos das partidas que jogou. Das seis vitórias que conta para o campeonato, metade delas foram conseguidas nos últimos 5  minutos., sendo um alerta para a nossa equipa, que tem de lutar até ao apito final.
  O treinador Carlos Pinto tem sido contestado pelos adeptos do Leixões e vão jogar sobre pressão em sua prória casa. Miguel Leal tem que aproveitar este facto e arranjar maneira de criar mais pressão ainda. É preciso jogar com raça redobrada contra esta equipa e é preciso chegar à baliza contrária e criar situações de golo para criar instabilidade.
  Uma vitória penafidelense colocaria os rubro negros muito perto das equipas que andam nos primeiros lugares. Tudo é possivel e é preciso dar continuidade ao bom desempenho do último jogo frente ao Estoril. 
  Os três pontos são perfeitamente alcançáveis em matosinhos e para isso também é preciso apoio vindo das bancadas. Os jogadores precisam de apoio e com muitos adeptos penafidelenses nas bancadas será mais fácil vencer. TODOS A LEIXÕES
  

domingo, 29 de dezembro de 2019

AS VITÓRIAS VOLTARAM

  O FC Penafiel venceu ontem o Estoril por 1-0 em jogo a contar para a 14. jornada e deixou para trás uma serie de maus resultados. A vitória assenta bem à equipa penafidelense apesar de nos minutos finais ter passado um mau bocado, com o Estoril a rondar a baliza de Luís Ribeiro.
 Miguel Leal fez algumas alterações ao onze em ralação ao jogo com a Oliveirense colocando um novo trio atacante com Gleison, Márcio e Ronaldo.

  Depois de uma primeira parte sem grandes oportunidades de golo a não ser um bom remate de Ronaldo aos 24 minutos, o mesmo avançado ao abrir a segunda parte fez o único golo da partida. O guardião estorilista muito lento a passar uma bola, Ronaldo a
pareceu a pressionar o guardião e meteu a perna no momento do passe fazendo o golo.
  Volvidos alguns minutos Romeu Ribeiro podia ter marcado de canto mas o guarda redes desta vez esteve bem e defendeu o remate do médio penafidelense.
  Aos 71 minutos o Estoril mandou uma bola ao ferro de Luís Ribeiro sendo a primeira grande ocasião de golo dos canarinhos. 
  A equipa penafidelense já com Ruster e Inácio em campo que entraram para os lugares de Márcio e Glaeison respetivamente tentava segurar o resultado, os Estorilistas acercaram-se da baliza nos momentos finais do encontro, mas aí entrou em cena Luís Ribeiro que fez duas grandes defesas já nos descontos.

  Olhando para o jogo o FC Penafiel fez um bom jogo, havendo algumas boas combinações entre jogadores penafidelenses. A equipa esteve globalmente bem, a defesa esteve segura, o tridente do meio campo composto por Romeu, Rafa e Alan soube sempre travar as investidas canarinhas, Luís Ribeiro na baliza esteve ao nível habitual, um nível bastante alto diga-se de passagem e na frente de ataque Ronaldo deu trabalho à defesa contrária e nunca desistiu dos lances como se demonstrou no lance do golo.
  Foi uma vitória que veio dar ânimo à equipa e aos adeptos penafidelenses que já mereciam uma vitória.

  O próximo jogo é com mais um candidato à subida de divisão o Leixões, mas que já não vence à quatro encontros, empatando esta jornada a zero bolas com o último classificado o Cova da Piedade. 
  A equipa de Miguel Leal deve aproveitar esta instabilidade da equipa de Matosinhos e ir ao estádio do mar, jogar de uma maneira agressiva fazendo pressão na equipa de Carlos Pinto que está a ser contestado pelos adeptos leixonenses. Em caso de vitória penafidelense o Leixões apenas ficará a três meros pontos, equipa esta que se encontra em terceiro lugar.

Jogo no Estádio Municipal 25 de abril, em Penafiel.
Penafiel - Estoril, 1-0.
Ao intervalo: 0-0.
Marcador:
1-0, Ronaldo, 46 minutos.

Equipas:

Penafiel: Luís Ribeiro, Coronas, Felipe Macedo, João Paulo, Paulo Henrique, Rafa Sousa (Marcel, 90), Gleison (Inácio Santos, 84), Romeu Ribeiro, Márcio Machado (Ruster Santos, 67), Alan Schons e Ronaldo.
(Suplentes: Filipe, Inácio Santos, Ruster Santos, Pires, Marcel, Alfredo e Jeferson).
Treinador: Miguel Leal.

Estoril: Dani Figueira, Hugo Firmino, Filipe Maia, Lucas Áfrico, Simão, Gonçalo, Tembeng (Matheus Índio, 65), Rafael Barbosa (Nicolas Careca, 55), Daniel Bragança, Juninho e Roberto (João Oliveira, 84).
(Suplentes: Stojkovic, Duarte, Nicolas Careca, João Oliveira, André Franco, Matheus Índio e Ricardo Tavares).
Treinador: Tiago Fernandes.

Árbitro: Anzhony Rodrigues (AF Madeira).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Gleison (18), Tembeng (21), Romeu Ribeiro (53), Coronas (61), Rafa Sousa (77), Lucas Áfrico (82 e 86), Ronaldo (90+2), Luís Ribeiro (90+4). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Lucas Áfrico (86).

Assistência: cerca de 400 espectadores.

sábado, 21 de dezembro de 2019

EMPATE A ZERO BOLAS NO CALDEIRÃO DOS BARREIROS

  O FC Penafiel conseguiu um empate hoje no terceiro e último jogo da fase de grupos da taça da liga sendo o adversário o Marítimo, equipa de primeira liga. 
  Miguel Leal fez algumas alterações no onze em relação ao último jogo, fazendo entrar na equipa titular Filipe Ferreira, Paulo Henrique e Jeferson, Marcel, Márcio, Rafa e Ronaldo Tavares. José Gomes pelo contrário utilizou 11 jogadores em relação ao jogo que venceu o Boavista em jogo do campeonato.
  O Marítimo teve mais posse de bola que os penafidelenses mas não traduziu isso em golos. Na primeira parte houveram alguns remates de ambas as equipas mas sem grande perigo.
  Na segunda parte a toada manteve-se, mas os golos teimaram em não aparecer devido à falta de criatividade das equipas. Mesmo assim as melhores oportunidades de golo durante a partida foram do FC Penafiel através de Ludovic.

  Foi o possível que se conseguiu nesta competição onde apenas quatro equipas da segunda liga conseguiram entrar na fase de grupos. O FC Penafiel fica assim em último neste grupo, mas saindo de cabeça levantada. Não esquecendo que fez uma exibição razoável com o Braga, com o Paços de Ferreira deveria ter vencido, pois o árbitro da partida prejudicou em muito o Penafiel. 

  Neste jogo imagine-se que o árbitro da partida foi o mesmo do Penafiel - Paços de Ferreira, Iancu Vasilica. Só mesmo em Portugal para isto acontecer, um árbitro que prejudicou os rubro negros num jogo e no próximo jogo da mesma competição o mesmo árbitro é designado para o jogo do Penafiel... Se alguém achava que o árbitro estava a dever créditos ao Penafiel, devido ao jogo com o Paços de Ferreira, não seria num jogo a "feijões"  que os deveria devolver. Mas cá em Portugal tudo acontece, ninguém diz nada e tudo continua na mesma. 

Para a semana volta o campeonato e o Estoril é a equipa que visita o 25 de abril, equipa esta que se encontra em quinto lugar com 22 pontos. Em caso de vitória rubro negra o FC Penafiel ficará apenas a cinco pontos dos canarinhos.

O FC Penafiel alinhou com Filipe Ferreira, Coronas, Felipe Macedo(Vini), Jeferson, Paulo Henrique, 
 Rafa, Marcel (Romeu Ribeiro), Ruster, Márcio (Gleison), Ludovic e Ronaldo Tavares.
Suplentes não utilizados: Luís Ribeiro, Leandro, Alfredo e Pires
  

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

CLASSIFICAÇÃO

 O FC Penafiel ocupa o 16.º posto da classificação com igualdade de pontos com a Oliveirense e Benfica B, estando só atrás as equipas do Casa Pia e Cova da Piedade.
  Nos lugares cimeiros estão o Farense com 33 pontos, que bateu o Feirense esta jornada por 1-0 e o Nacional que foi vencer o Estoril na sua própria casa por 1-2.
  Os rubro negros apenas têm 14 pontos, sendo preciso recuar à época 09-10, precisamente à dez anos para termos tão poucos pontos à 13. jornada. Em 2009-2010 o treinador até à 4. jornada foi Bruno Cardoso e depois até ao final da época foi Lázaro Oliveira. Outro ano em que tivemos menos de 14 pontos a esta jornada foi no ano de descida em 07-08, nesta época apenas tinhamos 8 pontos.
  Neste século esta é a quinta vez que isto acontece num total de 16 épocas, já que três foram na 1. liga e outra na II-B.
  Só um ano deu para o torto e descemos de divisão. Contudo é preciso ter cautela pois os lugares de descida apenas estão a 7 pontos. Miguel Leal diz que são marés e até pode ter razão, mas para remar contra a maré é preciso trabalhar e tomar atitudes.

domingo, 15 de dezembro de 2019

É PRECISO SUAR A CAMISOLA

  Mais um jogo para o campeonato, mais um jogo fraco, muito fraco por parte do FC Penafiel. Miguel Leal no final do jogo afirmou que queria ganhar este jogo, mas não foi o que se viu em campo, pois quem quer vencer um jogo, não faz o primeiro remate à baliza aos 50 minutos...
  Foi mais uma má exibição da equipa penafidelense que em mais de uma dezena de jogos para o campeonato são sempre os mesmos a evidenciar-se, sendo que a maior parte dos jogadores nunca fizeram um jogo razoável. Depois da crise que se está a passar é preciso correr mais que nunca, ter cabeça e tomar em campo boas decisões, e isso é o que não tem acontecido.
  Hoje a Oliveirense foi superior ao FC Penafiel porque quis ganhar mais o jogo que nós, foi mais um jogo sem ideias, sem raça, sem vontade, sem nada de nada.

  Na primeira parte o Penafiel até conseguiu travar o golo da equipa adversária, mas sem nunca chegar à baliza de Coelho. A segunda parte abriu praticamente com o golo da Oliveirense, sendo que o golo deve-se à falta de posicionamento dos jogadores da defesa rubro negra. Depois do golo veio a melhor parte da nossa equipa com o primeiro remate à baliza acontecer por Ludovic, com Coelho a fazer uma grande defesa. Ruster logo de seguida fez uma jogada individual com o remate a sair ao lado da baliza. Sendo estas as oportunidades de golo por parte da turma penafidelense.
  Aos 70 minutos João Paulo foi expulso numa entrada muito perigosa e tendo já um amarelo, levou o segundo e consequente expulsão. Não foi uma entrada prudente de um jogador experiente, capitão de equipa e que prejudicou a equipa numa boa fase penafidelense. 
  Com menos um jogador tudo se tornou mais difícil, mas mesmo assim o FC Penafiel conseguiu o empate aos 89 minutos numa bola parada num golo de Felipe Macedo depois de um cruzamento de Ludovic e um desviar da bola por parte de Romeu Ribeiro.
  Quando tudo apontava para o empate a Oliveirense marcou no último minuto de descontos mais uma vez através do lado direito da defesa penafidelense.
  Foi o desánimo total entre jogadores e adeptos penafidelenses presentes no estádio. Em nada mereciamos levar para Penafiel três pontos nem mesmo um e o empate com aquela exibição era muito bom. Mas justiça se fez com pena nossa. 

  Há que continuar a trabalhar, mas mais que nunca, pois na tabela classificativa só estão os lugares de descida...
 Há que ser realista e ver que não temos jogadores que joguem com intensidade ou ver que não os fazem jogar assim, com o querer vencer, disputar os lances com garra. Até pode haver qualidade, mas em garra e intensidade não vamos a lado nenhum. É preciso trabalhar muito mais para mudar isto e o trabalhar mais, inclui jogadores, equipa técnica e SAD, pois é ela que toma conta da equipa profissional.
 Haverá agora no próximo fim de semana um jogo a "feijões" para a taça da liga, pode ser que dê para recuperar jogadores e clarear ideias para o próximo jogo do campeonato a 28 de dezembro frente ao Estoril.

Jogo realizado no Estádio Carlos Osório, em Oliveira de Azeméis.
Oliveirense-Penafiel: 2-1.
Ao intervalo: 0-0.
Marcadores:
1-0, Agdon, 48 minutos.
1-1, Felipe Macedo, 90.
2-1, Cephas Malele, 90+3'

Equipas:
- Oliveirense: Coelho, Alemão, Michael Douglas, Sérgio Silva, Leandro Silva, Filipe Gonçalves, Fabinho (Diogo Clemente, 86), Oliveira (Paraíba, 66), Sérgio Ribeiro (Cephas Malele, 79), Bouldini e Agdon.
(Suplentes: Bruno Vale, Elízio, Diogo Clemente, Miguel Silva, Paraíba, Neto Costa e Cephas Malele).
Treinador: Pedro Miguel.

- Penafiel: Luís Ribeiro, Coronas, Felipe Macedo, João Paulo, Inácio, Romeu Ribeiro, Leandro Teixeira (Marcel Pereira, 64), Ludovic, Alan Schons, Ruster Santos (Gleison, 76) e Pires (Ronaldo Tavares, 80).
(Suplentes: Filipe, Paulo Henrique, Gleison, Marcel Pereira, Ronaldo Tavares, Alfredo e Jeferson Silva).
Treinador: Miguel Leal.

Árbitro: José Rodrigues (AF Lisboa)
Ação disciplinar: cartão amarelo para Oliveira (31), Romeu Ribeiro (40), Sérgio Ribeiro (56), João Paulo (63 e 71), Fabinho (83). Cartão vermelho por acumulação para João Paulo (71).

Assistência: cerca de 1.200 espetadores.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

TUDO CORRE MAL

  A malapata mantêm-se no 25 de abril e o FC Penafiel não conseguiu vencer o jogo da 12. jornada com o Porto B.
  Se a equipa entrou ansiosa com a vontade de vencer, mais ficou ainda com o golo do Porto B aos 5 minutos de jogo. O golo aconteceu  numa jogada individual de Djim mas contando com alguma passividade da defesa penafidelense. Depois deste golo a equipa de Pedroso podia ter ainda dilatado o marcador numa boa ocasião, mas valeu Romeu Ribeiro a colocar-se à frente da bola num golo certo.
 No final da primeira parte numa bola parada Felipe Macedo fez o golo do empate depois de duas defesas do guardião do Porto B.
  Ao abrir o segundo tempo o FC Penafiel voltou a marcar a través de Alan Schons depois de um cruzamento de Ludovic. 
  Era a reviravolta no resultado que podia ter sido de dois golos de diferença, se Pires marcasse golo numa grande penalidade sofrida por Ludovic.
  Com 2-1 o resultado era incerto, mesmo assim Miguel Leal não baixou as linhas e colocou Ruster em campo no lugar de Gleison que esteve bastante apagado no jogo. Com o Porto atrás do golo do empate, Ruster podia dar alguma velocidade ao ataque penafidelense, mas com alguma sorte à mistura o Porto B marca o golo do empate  numa bola de sobra, idêntico ao que aconteceu no Varzim.
  O técnico penafidelense colocou Ronaldo Tavares ao lado de Pires, mas retirando o médio mais ofensivo que tinha em campo...
  Pires e Ronaldo Tavares ainda tiveram boas chances de marcar mas um dos remates saiu por cima e outro muito fraco à figura do guarda redes adeversário.
  O empate subsistiu até ao fim da partida e os pontos ficaram divididos.  Não foi uma má partida de futebol, foi um jogo interessante, as equipas tentaram vencer o jogo, mas faltou a qualidade técnica e tática para chegar à baliza contrária. M
  Melhores em campo pelo Penafiel, Felipe Macedo um pilar na defesa, Romeu Ribeiro no meio campo, Ludovic no ataque e Luís Ribeiro na baliza.
  Foi mais um empate caseiro que deixa o FC Penafiel em 11.º lugar da tabela classificativa. O próximo adversário é a Oliveirense, equipa que foi vencer a Chaves por um surpreendente 0-2.

  O FC Penafiel alinhou com: Luís Ribeiro, Coronas, João Paulo, Felipe Macedo, Paulo Henrique, Rafa, Romeu Romeu Ribeiro, Alan Schons (Ronaldo Tavares, 74'), Ludovic, Gleison (Ruster, 62') e Pires.
Suplentes não utilizados: Filipe Ferreira, Leandro Teixeira, Alfredo e Jefferson.