segunda-feira, 21 de novembro de 2011

BALDE DE ÁGUA FRIA AOS 122 MINUTOS

   A equipa estorilista eliminou hoje o FC Penafiel da Taça de Portugal após prolongamento (2-1). O Estoril começou melhor a partida e aos 10 minutos já estava a vencer por 1-0 após um cruzamento da esquerda onde Licá cabeceou para o fundo das redes de Vitor Golas. O Penafiel soube reagir e aos 31 minutos Ruben foi derrubado na área do Estoril, Manoel chamado a converter a grande penalidade não desperdiçou e fez o empate. A equipa de Francisco Chaló depois do golo foi a equipa que teve mais oportunidades de marcar mas a sorte não estava do nosso lado. Na segunda parte Manoel fez estremecer a barra dando sensação de golo, mas a bola não chegou a entrar na baliza defendida por Vagner. No prolongamento as equipas não arriscaram muito, havendo uma oportunidade de golo para o Penafiel através de Ruben, mas a bola foi parar à linha de fundo. A acabar a partida Ruben perde uma bola a meio campo onde resulta um cruzamento que dá golo noutro cabeceamento à entrada da pequena área. Foi a desilusão total, tudo indicava que a eliminatória iria ser resolvida nas grandes penalidades, mas nos descontos o golo surgiu para a equipa da casa. Foi uma eliminatória bem disputada onde qualquer equipa podia ter passado a sorte sorriu aos canarinhos. Foi pena pois assim vai-se passar mais um ano em que a equipa deixa por terra o sonho dos adeptos penafidelenses irem ao Jamor. A Taça de Portugal já foi e agora à que pensar no campeonato, e o próximo jogo é já domingo frente ao Portimonense e claro é para GANHAR...

Jogo no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril

Golos: Licá (88'), Manoel (31'), Adilson (122').

Estoril-Praia: Vagner, Anderson, Steven Vitória, Lameirão, Tiago Gomes, Gonçalo Santos, Licá, Carlos Eduardo (Diogo Amado, 73), João Coimbra, Fabrício (Adilson, 62) e Pedro Moreira (Gerso, 106).

Penafiel: Vitor Golas, Dias, Paulo Oliveira, Allyson, Elízio (Vítor, 85), Rafa, Pedrinha, Rúben, Manoel (Baptiste, 105), Coronas e Aldair (Diogo Viana, 61).

Árbitro: Nuno Almeida (Algarve).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Tiago Gomes (30), Allyson (55), Steven Vitória (58), Diogo Viana (83), Rúben (84), Lameirão (90+2), Diogo Amado (95) e Gonçalo Santos (114).

1 comentário:

Anónimo disse...

não podemos ganhar sempre e estamos numa boa fase!

Não entendo porque o Chaló insiste no Batiste, enfim!!!!